domingo, 19 de fevereiro de 2012

Olha eu aí, gente!

(imagem do google)
Eu afirmei que não estava indo embora. E hoje, com a folga compriiiiida do carnaval, vim aqui matar as saudades. Como vão todos vocês, meu amigos? Comigo vai tudo bem, só que com muita correria para resolver minhas questões. Planejei algumas mudanças estratégicas em minha vida para 2012 e quero cumprir as metas. Mas, vamos lá.
O artigo que estou postando hoje é de 26/02/1996 e me foi passado por meu marido, pois, à época, eu já estava mais que envolvida com a pesquisa sobre alimentos. O nome da publicação, de tão velhinho que está o xerox, apagou-se. O que importa é mostrar que os estudos já vêm sendo conduzidos há um bom tempo e o que sabemos hoje sobre vida saudável tem como base os mesmos pilares. O título é
DOBRE O SEU POTENCIAL IMUNOLÓGICO
Revitalizando as defesas orgânicas você terá mais resistência às doenças
"Você não pode ver , mas provavelmente seu sistema imunológico está em operação exatamente agora, exterminando exércitos de bactérias e vírus que podem causar todos tipo de doença.
Todos os dias seu sistema imunológico combate doenças e infecções. Como um escudo invisível contra predadores igualmente invisíveis, um sistema imunológico saudável capacita você a:
  • Escapar de doenças que incomodam, como dores de garganta, resfriados e gripes;
  • Viajar para terras estranhas sem adoecer (geralmente);
  • Sarar rapidamente depois de um corte, arranhão ou queimadura;
  • Diminuir os danos dos pesticidas, ou outras toxinas que acidentalmente contaminam o  ar ou a água;
  • Resistir a doenças sérias, como problemas cardiovasculares e câncer.
Cerca de três ou quatro pessoas em dez verificam que, à medida que envelhecem, tornam-se um pouco mais sensíveis a 'tudo que aparece por aí'. Aparentemente isto é desnecessário. Melhorando a nutrição e cuidando bem das defesas naturais, você comprovará que seu sistema imunológico pode permanecer saudável mesmo enquanto envelhece. Eis aqui algumas formas de você apoiar o sistema de defesa do seu corpo.
1. Coma bem. Uma das maneiras mais deliciosas e fáceis de melhorar seu sistema imunológico é ingerir os artigos corretos de alimentação. 'O melhor conselho é consumir a dieta mais saudável que você puder - enfatizando frutas verduras e cereais integrais', diz o Dr. William Pryor, professor de bioquímica e diretor do Instituto de Biodinâmica da Universidade Estadual de Louisiana (como o artigo já tem 16 anos de publicação, não posso confirmar se o especialista citado continua ocupando as mesmas posições acadêmicas até hoje, grifo meu).
Use também alimentos ricos em betacaroteno e vitaminas C e E - que comprovadamente ajudam a combater doenças. Esses nutrientes são conhecidos como antioxidantes e ajudam a combater os efeitos dos radicais livres, moléculas instáveis dentro do seu corpo. 'Pensávamos que os efeitos dos antioxidantes eram pequenos', diz Pryor. 'Agora estamos descobrindo que os efeitos são bastante potentes'. 
A vitamina C também estimula a produção de interferon, uma substância que impede os vírus de ganhar espaço e ajuda a manter saudáveis as células brancas do sangue. A vitamina E estimula a produção de células matadoras (natural killers), que perseguem e destroem vírus, bactérias e células cancerígenas, diz o Dr. Ronald Ross Watson, imunologista na Faculdade de Medicina da Universidade do Arizona (idem grifo anterior).  O betacaroteno estimula as células macrófagas - células brancas do sangue que patrulham a corrente sanguínea e podem produzir elementos químicos que matam células cancerígenas.
2. Considere os suplementos vitamínicos. Mesmo pequenas quantidades adicionais de certos nutrientes podem ampliar a capacidade imunológica, segundo estudo envolvendo 96 pessoas com mais de 66 anos. Um grupo recebeu um suplemento com quantidades moderadas de 18 nutrientes, enquanto os outros receberam um comprimido de aparência semelhante, mas apenas com cálcio e magnésio. As pessoas que receberam os 18 nutrientes tiveram menos infecções e ficaram doentes apenas 23 dias naquele ano, enquanto no outro grupo o número de dias foi 48. 
Os testes sanguíneos revelaram que o grupo que recebia suplementos possuía sistema imunológico mais forte. Mais ou menos um terço do grupo estava com baixa porcentagem de alguns nutrientes quando o estudo começou, o que não é incomum em pessoas de mais idade. 'Para a maioria das pessoas, basta dar um apoio natural à dieta com alimentos saudáveis, como frutas e vegetais', diz o Dr. Ranjit Kumar Chandra, professor de pesquisa universitária na Universidade Memorial de Newfoundland e diretor do Centro de Imunologia Nutricional da Organização Mundial da Saúde - OMS (idem grifos anteriores). Mas, se isto for difícil ou impossível, um suplemento equilibrado seria a resposta, diz ele.
Os suplementos neste estudo continham aproximadamente as quantidades diárias recomendadas pelo Departamento de Saúde Americano de ferro, zinco, cobre, selênio, iodo, cálcio, magnésio, vitaminas A, C e D e as do complexo B, além de betacaroteno e vitamina E em quantidades extras. Se você escolher tomar um suplemento, escolha um suplemento vitamínico e mineral equilibrado mas com orientação médica, dizem os especialistas (nunca tome qualquer coisa sem consultar um médico; em geral, só as pessoas que têm uma alimentação pobre em nutrientes, ou estão com o metabolismo mais lento em razão da idade precisam fazer uso de suplementos, grifo meu).
 3. Aprenda a controlar o estresse. Há evidências de que o estresse nos torna mais suscetíveis a resfriados. Num estudo, os pesquisadores deram vírus de resfriado em gotas nasais a 400 voluntários, enquanto que 26 pessoas receberam gotas sem vírus. O resultado foi que as pessoas identificadas como mais estressadas tiveram duas vezes mais probabilidade de contrair resfriado que as outras.
'O estresse pode estimular hormônios que ajudam a diminuir a função do sistema imunológico', diz o Dr. Redford B. Williams, professor de psiquiatria e diretor do Centro de Pesquisas de Medicina Comportamental do Centro Médico da Universidade Duke (idem grifos anteriores). 'Ajudar as pessoas a vencerem o estresse pode não apenas reduzir as infecções, mas, conforme as pesquisas indicaram, pode também diminuir os riscos de ataque cardíaco'.
4. Movimente-se. O exercício moderado estimula a atividade das células imunológicas e faz com que todos o seu sistema de defesa funcione melhor, conclui um relatório na Sports Science  Review (Revista Científica dos Esportes). Estudos demonstraram que o exercício moderado aumenta a capacidade das células macrófagas de exterminar invasores, inclusive células cancerosas. Além disso, o exercício moderado está associado a ocorrências menores de câncer de cólon, próstata e mama (moderado significa pelo menos 30 minutos de exercício aeróbico, como caminhada ou ciclismo, três a cinco vezes por semana).
5. Durma bem. Durante o sono, seu corpo diminui certas atividades e até mesmo encerra outras, a fim de que possa devotar-se à cura. Quando você está se sentindo doente ou abatido, uma boa noite de sono ajudará a reconstituir suas defesas.
6. Fuja dos radicais livres. Os radicais livres são as moléculas instáveis que formam a base de muitas doenças importantes. Alguns radicais livres resultam de reações internas de seu corpo, mas muitos se formam ao se inalar fumaça, ingerir gorduras e se expor a raios ultravioleta do sol. Eis aqui três passos fáceis para reduzir a exposição aos radicais livres:
  • Se você fuma, deixe de fumar. Se você não fuma, evite inalar a fumaça de outras pessoas;
  • Reduza a gordura em sua alimentação;
  • Proteja a pele contra os raios solares, com roupas e protetores solares e evite se expor ao sol das 10 da manhã às 4 da tarde, sempre que possível.
7. Vacine-se contra a gripe. As pesquisas sugerem que as vacinas contra gripe não apenas evitam infecções gripais, mas, se tomadas anualmente, podem também fortalecer o sistema imunológico. Quando um grupo de adultos, na casa dos 70 anos, tomou uma vacina contra a gripe, seu sistema imunológico, em decadência, se fortaleceu tanto que se igualou ao sistema imunológico de um grupo de adultos jovens. As pessoas vacinadas ficaram resistentes não apenas aos grupos de micro-organismos das vacinas, mas a outros também, diz a Dra. Janet E. McElhaney, professora assistente de medicina na Universidade de Alberta, em Edmonton (idem grifos anteriores).
8. Opte por iogurte com lactobacilos vivos. Os iogurtes com culturas vivas também podem ajudar a melhorar o sistema imunológico. Em um estudo, 68 pessoas ingeriram duas xícaras de iogurte com culturas vivas diariamente, durante três meses e produziram mais quantidades de interferon gama - uma substância produzida pelas células brancas do sangue que estão lutando contra doenças - do que as pessoas que consumiram iogurte comum, sem cultura ativa, relata o International Journal of Immunotherapy (Revista Internacional de Imunoterapia). Os resultados persistiram dois meses após as pessoas terem deixado de tomar o iogurte, diz o Dr. Georges Halpern, professor adjunto de medicina, no Departamento de Medicina Interna da Universidade da Califórnia (idem grifos anteriores). Ele acha que as bactérias do iogurte estimulam partes do sistema imunológico que se encontram no trato intestinal.
9. Avalie sua imunidade. Há vários testes para descobrir pontos fortes e fracos específicos do sistema imunológico, mas o mais simples e barato é o hemograma completo. Este teste revela o número de células brancas que você possui, o que alerta seu médico para qualquer desequilíbrio em seu sistema imunológico.
Outros testes podem medir a eficácia de suas células T - um tipo de célula branca do sangue importante para o sistema imunológico - e detectar a presença de células imunológicas individuais e de elementos químicos imunológicos. Os médicos também podem fazer testes quanto à deficiência de nutrientes específicos." 
(Autor: Tom Monte)
Um pouco longo o artigo não? Para compensar o longo período sem postar. Em tempo: para quem é jovem, levar uma vida saudável garante envelhecimento com qualidade.
Tenham um bom carnaval, com muita saúde! Beijos.


7 comentários:

Luís Coelho disse...

Pois o segredo continua numa boa alimentação e ainda no exercício físico e mental.

Muitas pessoas morrem mais cedo da cabecinha. deixam de pensar....

Carla Fernanda disse...

Ângela querida uma fonte de conhecimentos fundamentais para a qualidade de vida.
Parabéns e obrigada por tanta informação que absorvi com muito gosto.
Aqui em casa no memento comemos de marmita que fornece uma alimentação ayurvédica. Tudo de bom!!

Beijos!!!

Guma Kimbanda disse...

Querida amiga ANGELa!
Amiga que sinto como se nos conhecesse-mos de sempre.
O artigo é grande sim, mas com conteúdo que não se pode condensar, sem perder matéria importante.
Diria que não sou o melhor exemplo em alimentação e vida saudável. Sei que faço uns pecados a mais do que a conta, tendo consciência disso, ler estes artigos, sempre contribui para me portar melhor.
Mas... Hoje que tive oportunidade de vir à Net, o que me trouxe aqui foi a saudade grande. Não retirando de forma alguma o devido valor ao artigo postado. Vontade de deixar o meu kandando com carinho e gratidão pela tua presença, independentemente de eu estar postando ou não lá na "serra...".
Pelo que sinto saberes, o bem que me faz.
Diz-se que aos amigos não se agradece, simplesmente se retribui, mas eu não consigo deixar de te dizer como sou grato pela linda amizade que temos.
Com os votos de saúde para ti e para os teus, me despeço com mais um kandando que espero vença o Atlântico e chegue aí inteirinho.
Inté querida amiga

Cancer de Mama Mulher de Peito disse...

Como eu acredito no poder que essa blindagem na nossa imunidade é capaz de realizar.
Sou testemunha.
Fale um pouquinho mais sobre iogurte com lactobacilos vivos, se for possível.
Beijos
Wilma
www.cancerdemamamulherdepeito@blogspot.com

Cristina disse...

Muito bom seu post. Realmente a alimentação e manter hábitos saudáveis nos dão uma qualidade de vida muito melhor. Fico feliz em ler o que escreve. Um grande abraço!

José Luiz Foureaux de Souza Júnior disse...

Instigante e mais que esclarecedor! As coisas parecem tão complicadas e são tão complexamente simples, dependendo do olhar que sobre elas se coloca... bastava mais uma dose homeopática de inteligência e sensibilidade ao bicho homem, para poder abrir as consciências e esclarecer mais outras tantas dúvidas... Mas a vaidade não deixa...
Adorei!
beijinho

Bloguinho da Zizi disse...

Angela
Um grande trabalho de conscientização esse que vc escolheu.
Teu carinho com o ser humano faz de você esse ser especial, que agradeço ter "encontrado" um dia.
Mas, tenho fé que, um outro dia há de chegar e daí vou te abraçar MESSSSMO.
Saudades