quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Por que estou aqui

(imagem do google)
Nutricionista não sou. Minha formação acadêmica é em outra área de conhecimento. E embora tenha feito alguns cursos sobre nutrição e saúde com profissionais experientes e competentes, não ouso falar sobre o assunto como alguém que tenha a competência do pesquisador formal.
Agora, experiência tenho alguma. Afinal, são mais de 25 anos estudando, lendo tudo que me cai nas mãos sobre o assunto, pesquisando nos livros, publicações acadêmicas, revistas especializadas, na internet, e experimentando, na prática, o que aprendo.
Por que me interesso pelo tema? Bem, é uma história com temperos variados. Minha mãe foi uma cozinheira de mão cheia, como se diz, e eu fui filha única por sete anos. A atividade profissional de meu pai envolvia viagens frequentes, e lá ficávamos as duas, sozinhas, naquele lugar cheio de magia chamado 'cozinha'.
Aprendi o básico da alquimia culinária ali, vendo, ajudando, criando novidades para receitas antigas, enfim, literalmente, 'mexendo no caldeirão'. Naquela época, pouco se falava em alimentação funcional, ou seja, a alimentação que, além de nutrir, tem outras funções, tais como: prevenir problemas de saúde, melhorar o condicionamento físico, dentre outras.
Entretanto, já considerava a possibilidade da condição de nosso corpo físico ser o resultado da combinação daquilo que ingerimos não só pela boca, como também pelos olhos, pelos ouvidos, pela pele.
Quando meu pai morreu com uma grave doença degenerativa, eu tinha 22 anos e comecei a pensar na alimentação como uma forma de prevenir aquilo que poderia me advir da herança genética. Isso não era tão claro assim como coloco aqui no momento. Mas, foi, digamos, o pontapé inicial para que eu começasse a me interessar por este aspecto dos alimentos. Juntando a fome com a vontade de comer - muito apropriado! -, iniciei minhas consultas ao que havia disponível sobre o assunto e, com o gosto pelas panelas e o que chamo de 'misturas mágicas', iniciei minha aventura pelo mundo da nutrição e da saúde decorrente de bons hábitos alimentares.
Minha intenção com este blog é compartilhar com os amigos e com quem mais se interessar, o que aprendi ao longo desses anos de leitura e cozinha - os saberes e os sabores! Pretendo que minhas postagens tenham a leveza da linguagem, a característica de uma contação de histórias e a utilidade da informação. Terei o cuidado de separar o que é experiência pessoal do que é pesquisa acadêmica e citarei as fontes. Juntarei ao meu texto indicações de sites de pesquisa, livros e revistas e o que mais possa interessar.
Portanto, aguardem as notícias da minha cozinha e de outras mais, mundo afora.
Em tempo: como não podia deixar de ser, minha irmã também tomou gosto pela coisa e virou uma cozinheira cheia de truques e sutilezas. Obrigada, mamãe!

2 comentários:

José Luiz Foureaux de Souza Júnior disse...

Bravo!!!
Uma delícia o "post"... Como se diz por aí: é a sua cara!
beijinho

nil disse...

Muito bacana Angela!!!
Leitura super agradável...Adorei.
Sucesso...
Beijos
Nilvana