sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Rapidinhas da cozinha: alho é tudo de bom

(imagem do bing)


ALHO É TUDO DE BOM

MAIS COMPROVAÇÕES CIENTÍFICAS SOBRE OS EFEITOS TERAPÊUTICOS DESTE ALIMENTO CHEIROSO


A ingestão diária de alho pode atuar como coadjuvante na vasodilatação, na hipertensão, no controle do colesterol e como preventivo do câncer do aparelho digestivo. É o que asseguram os médicos Hernani Pinto de Lemos Júnior e André Luis Alves de Lemos, da Unifesp, em análise na revista "Diagnóstico & Tratamento", da Associação Paulista de Medicina.

Os autores citam vários estudos. Entre eles, o da revista da Academia Nacional de Ciências do Estados Unidos, em que G. A. Benavides comprova a ação vasodilatadora de componentes presentes no alho. Igualmente relatam pesquisa realizada por Yara Severino de Queiróz na Faculdade de Saúde Pública da USP sobre a ação antioxidante do alho quando consumido cru, cozido ou frito.

Perdas de efeito

Neste ano Yara Queiróz defendeu tese de doutorado na FSP/USP no qual analisa o efeito do processamento do alho sobre seus compostos bioativos e se na cocção ou na fritura ocorre redução desses compostos. A pesquisadora constatou que o potencial antioxidante do alho é reduzido com seu processamento, porém é maior quando ele é submetido a fritura. Conclui que o alho cru ou cozido oferecem benefícios à saúde diminuindo a presença de gorduras no sangue e têm alto potencial antioxidante no plasma e no tecido hepático, como foi observado em hamsters com excesso de colesterol no sangue.

Ou seja, (...) a ciência mais uma vez está tirando o chapéu para a sabedoria popular (e milenar), que sempre identificou no alho excelentes poderes terapêuticos. Use bastante alho, especialmente cru ou cozido (e se não for namorar logo depois).



O texto acima encontra-se no Jornal Bem Estar, de Belo Horizonte, no. 13, de outubro de 2011, na seção Guia Saúde. Para contatos, o endereço eletrônico é bh@jornalbemestar.com.br



Minhas sugestões:

1. Ao preparar o arroz, frite-o bem e só ao final, quando for acrescentar a água, coloque o alho, para que não frite e perca suas qualidades;

2. Para minimizar o cheiro do alho no hálito, corte-o ao meio e retire aquele grelinho que fica no centro do dente antes de amassá-lo.

Saúde!

8 comentários:

Regina Rozenbaum disse...

Ainda bem que vc nos ensina a minimizar o cheirim "residual" no hálito e alerta: "desde que não formos namorar depois"rsrs pq não há namorado que guente, né amada?rsrs E eu aqui faço como, com tudo que adoro ao "alho e óleo"???? Já Deco não tem esse problema. Quando cisma que é dia de comê-los cru, faz sem cerimônia e moderação! Até os fios dos cabelos saem pela casa espalhando o odor...e dormimos com essa!
Beijuuss, iluminadamada, n.a.

Carla Fernanda disse...

Meu marido começa a comer alho pela manhã junto dos ovos...kkkk...tem dias que digo que ele está suando alho...kkkk
Muito bom alimento!!
Beijos querida!!
:D

Luís Coelho disse...

Habituei-me desde menino aos temperos onde o alho é rei. Gosto do tempero.
Nunca pensei neles como medicamentos naturais. Vou começar a usar as suas dicas e ver se consigo baixar o colesterol.

A. João Soares disse...

Amiga e colega bloguista
Este artigo é muito interessante. Transcrevi para o meu blog
Saúde e Alimentação
Não me esqueci de deixar o link para este seu espaço.
Se me visitar encontrará muitos posts de seu interesse.
Beijos
João

Cristina disse...

Aqui em casa usamos muito alho, meu marido come todos os dias um dente de alho cru. Não há tempero melhor. Muito bom mesmo! Obrigada pelas dicas. Bom fim de semana! Bjsssssss

Cancer de Mama Mulher de Peito disse...

Angela.
Meu Maridinho vem fazendo uso do alho, diariamente.
Sou testemunha de seu efeito no combate a hipertensão.
A única coisa que ele reclama é do sabor amargo, você conhece alguma coisa para amenizar.(ele tempera bem com azeite e coloca no pão, com um queijinho porque ninguém é de ferro.
Bjs.
Wilma
www.cancerdemamamulherdepeito@blogspot.com

Bloguinho da Zizi disse...

Angela
Chá de alho é tudo de bom pra gripão, dá aquele sabor especial na azeito e no tremoço, hummmmm....
E meus pitacos floralisticos:
Para a parte física são ótimos nos seguintes casos:
abscessos, ácido úrico, afecções de rins, pâncreas, fígado, vesícula, amebicida, vermífugo, antifúngico, anorexia, areia e pedra na bexiga, arteriosclerose, bronquite, catarro bronquiais, calos, verrugas, colesterol, degeneração dos vasos sanguíneos, depurativo do sangue, desnutrição, dor de ouvido, esgotamento físico e psíquico, flatulência estomacal, gripes, resfriados, hipocondria, infecções, insônia, obesidade, oferece proteção contra o câncer de estomago, prisão de ventre, tônico para o baço, tosse, tumores, varizes.

E viva o alho!!!!Abençoado!!!!

Beijinhos

Angela Fonseca disse...

Zizi, amo quando você posta comentários, porque vêm trazendo muita informação complementar de qualidade. Minha mãe me ensinou a preparar um xarope caseiro de alho que curou a bronquite do meu filho, um espetáculo. Eu, particularmente, nem me preocupo com o cheirinho residual no hálito. Amo alho e como muuuuiito. Beijos, obrigada.