quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

E por falar em temperos...


Olá! O tempo é de chuva e arcos-íris fazendo curvas e pintando o céu. E nós no sítio, plantando, plantando...
Hoje, depois de um breve intervalo, venho falar do alecrim. Rosmarinus officinalis, nome e sobrenome de ervinha da boa. Em inglês, chama-se Rosemary e apesar de ser 'o' alecrim, a alma é feminina. Vejam só: ocupa um lugar especial nos jardins de ervas do verão pela delicadeza de seus ramos e seu perfume; tem sido usado na culinária desde tempos remotos; sua reputação de fortalecedor da memória tornou-o um símbolo da fidelidade para os amantes. Além disso, suas florinhas delicadas possuem um tom de rosa suave que tem tudo a ver com a mulher.
No passado suas folhas eram queimadas para purificar o ar e repelir insetos. Acreditava-se que um bolsinha com alguns raminhos dentro protegiam até mesmo contra a peste.
Na culinária, usa-se o alecrim para temperar saladas e purês de frutas. Dá sabor a batatas assadas e molhos a base de manteiga. Alguns gostam de usar alecrim para temperar carnes, mas eu o considero indispensável para sazonar peixes assados, seja fresco ou desidratado. Além de perfumar, confere um sabor irresistível e o peixe fica decorado e lindo! Afinal, o apetite começa pelo olhar...
Raminhos de alecrim espalhados pela casa no verão dão uma sensação de frescor e quando se faz churrasco, seu cheiro espanta os insetos que teimam em querer pousar sobre a carne crua.
No aspecto medicinal, o alecrim estimula a circulação, em especial em banhos de imersão; como consequência, alivia dores no corpo pelo aporte de sangue no local. É um grande auxílio na digestão de gorduras, prevenindo as placas.
Dotado de tantas qualidades e sendo planta de pequeno porte, o Rosmarinus deveria estar em todas casas: nos apartamentos, em vasos sobre o parapeito das janelas; nas casas com jardim, plantado como bordadura de canteiros. Enfeita e só faz bem.
Em tempo: alguns 'mateiros' - aquelas pessoas que vivem na roça e possuem um conhecimento intuitivo e prático das plantas medicinais - recomendam que não se deve ingerir alecrim durante a gravidez, pois ele teria propriedades abortivas. Não disponho de qualquer dado científico sobre o assunto, mas, pelo sim, pelo não... melhor não arriscar. Existe, ainda, uma espécie conhecida como alecrim-do-campo, com o qual se faz vassouras para limpeza - inclusive energética! Eu não dispenso.
Pois é: dezembro está aí e, a despeito de todas as perturbações com que a mídia tem nos bombardeado, este é, tradicionalmente, um período de paz, pois comemora-se a vinda do Grande Avatar, aquele que veio trazer uma mensagem de amor, compaixão e fraternidade. Pensando Nele, vamos nos ocupar em concentrar energias do bem, de modo que a gente possa abrir os portões de entrada para um novo ano cheios de esperança em um tempo melhor. Beijos.
Esqueci de dizer e voltei para editar: com os ramos do alecrim é possível trançar uma linda coroa do Advento para pendurar na porta e esperar pelo Natal.

4 comentários:

Regina Rozenbaum disse...

Ah que delícia de postagem (prá variar um tiquim rs). Me fez lembrar de mamis que cantava: Alecrim, alecrim dourado que nasceu no campo sem ser semeado. Foi meu amor,
que me disse assim:
Que a flor do campo,
é o alecrim... (acho que era isso...) E, coincidências à parte, acabei de deixar uma costela marinando garradinha nele (vou fazer amanhã uma receita que uma amada me presenteou). Amanhã, não sei se ainda estará por aqui, faço uma postagem citando, incitando rsrs e convidando, novamente, meus amados a virem conhecer sua cozinha diliciosa.
Sôdades, cheirosas e doces, docê.
Beijuuss iluminados n.c.

P.S: quando voltar semana que vem, fica o restante do mês por aqui? Precisamos nos encontrar (quem sabe com Zé tb)e brindar esse ano e o próximo que já tá na boca do forno...afff

Drica disse...

Passando pra falar um oiiiiiiiiii!!!!!!!!!
Agradecer a dica.
BJS.

Fatima disse...

Muito obrigada pelo carinho!
bjs.

Cristina disse...

Ângela
Que ótimas informações, uma amiga também faz chá para curar a insônia, nervosismo e ela fala que é ótimo. Quando eu amamentava minha mãe fervia o leite com o alecrim, aumenta o leite, tomava na dieta toda, coisas de nossos avós que acredito e muito. Tem até música: Alecrim, alecrim dourado que nasceu no campo sem ser semeado.... Fica aqui um cheirinho de alecrim para você e um ótimo fim de semana viu? Bjsssssssssssssss