domingo, 19 de dezembro de 2010

Vem aí o Natal... já está batendo na porta!


Na minha cozinha, também é Natal! Este é um tempo maravilhoso, porque predispõe as pessoas à generosidade, ao compartilhamento, à tolerância, às trocas. Paira no ar energia 'da boa' e aproveito o momento para falar deste blog e das oportunidades que tem me trazido. Como já disse e repito, esse espaço democrático, no qual se pode falar de tudo, integrar, informar, conhecer e fortalecer laços, rir com as histórias, chorar com os depoimentos, viver emoções nada virtuais, é um oásis de incríveis dimensões e possibilidades num mundo aparentemente caótico. Digo aparentemente porque, no meu entender, o caos é prenúncio de mudança e reequilíbrio. E isso me dá muita esperança - afinal, sou uma otimista incurável e, como Olavo Bilac, costumo 'ouvir estrelas'...
O saldo deste ano na 'grande teia' é pra lá de positivo. Aprendi novos recursos, exercitei a habilidade da escrita, passei adiante muita informação - que seria inútil se ficasse para sempre guardada -, conheci gente bacana, ampliei minhas perspectivas. Tá bom, ou quer mais?
Quero aproveitar, neste exato momento, para deixar minha mensagem de fim de ano aos amigos de ontem e de hoje, inclusive os que fiz aqui. Aviso: não vou tirar férias e as notícias da cozinha vão continuar em 2011, combinado?
Senhor,
quisera
neste Natal
armar uma
árvore dentro do
meu coração e nela
pendurar, em vez de
presentes, os nomes de
todos os meus
amigos. Os amigos de longe e
os de perto. Os antigos e os mais
recentes. Os que vejo a cada dia e os
que raramente encontro. Os sempre lembrados
e os que às vezes
ficam esquecidos. Os
constantes e os intermitentes.
Os das horas difíceis e os das horas
alegres. Os que sem querer magoei, ou
sem querer me magoaram. Aqueles a quem
conheço profundamente e aqueles que me são
conhecidos apenas pelas aparências. Os que pouco
me devem e aqueles
a quem muito devo. Meus
amigos humildes e meus amigos
importantes. Os nomes de todos os
que já passaram pela minha vida. Uma
árvore de raízes muito profundas, para que
seus nomes nunca mais sejam arrancados do
meu coração. De ramos muito extensos, para que
novos nomes, vindos de todas as partes, venham juntar-se
aos existentes. De sombra
muito agradável, para que nossa
amizade seja um momento de repouso,
nas lutas da vida. Que o Natal esteja vivo em cada dia
do Ano Novo que se inicia, para que as luzes e cores da vida
estejam presentes em toda a nossa existência e concretizem, com
a ajuda de Deus, todos os nossos desejos. Feliz Natal!
Feliz Natal!
Feliz Natal!
Feliz Natal!
Feliz Natal!
beijos beijos beijos beijos beijos beijos beijos beijos beijos beijos beijos

3 comentários:

Regina Rozenbaum disse...

Angelinha, iluminada,amaaaaaada!
Mas tá ficando impossível nessa cozinha, hein? Até arte-blogueira natalina anda fazendo com as palavras...AMEIIII! Foi bom mesmo avisar que não vai tirar férias da cozinha rsrs. Minha querida, os desejos são muitos e mútuos e prefiro - se possível - entregá-los num AMOROSO, SILENCIOSO e GRANDE ABRAÇO!!!
Beijuuss, beijuuss, beijuusss... iluminados n.c.

Cancer de Mama Mulher de Peito disse...

Realmente foi um ano muito bom.
Quando no saldo, percebi que do mundo dito virtual, consegui fazer uma amizade real, que só coisas boas tem me acrescentado.
Que venha 2011, com a Angela, e suas notícias da cozinha com o tempero da vida que só ela sabe dar.
Beijos
Wilma
www.cancerdemamamulherdepeito@blogspot.com

Felipe disse...

Angela, obrigado pela força que você tem me dado. Em 2011 vou querer fazer umas das suas receitas, embora não tenha nenhuma habilidade na cozinha, quero aprender a fazer alguns peixes para eu fazer lá no forno a lenha da chácara..

Um Feliz Natal para você e continue sendo esta pessoa maravilhosa!!