terça-feira, 8 de março de 2011

Nós, as mulheres

(imagem da internet)

Que coisa! Precisamos de um dia, um único dia que nos celebre só por sermos mulheres? Não seria necessário, mas aceitamos com alegria e humildade.
No entanto, somos mulheres o tempo todo, no dia a dia. Quando amanhecemos despenteadas, um olho fechado ainda no sono e o outro se abrindo para a agenda do dia. Somos mulheres no cheiro do café, no banho quase gelado para acordar, no beijo apressado para despertar e avisar a família que um novo dia começou.
Somos mulheres na frente do espelho, parando um pouquinho para descobrir uma ruga nova, um começo de cabelo branco teimoso que cresceu para além da tintura, procurando uma certa beleza naquele rosto tão familiar. Somos mulheres no baton que colore, no lápis que realça o olhar, no pente, ou escova, que procuram o lado certo para o penteado.
Somos mulheres diante do armário, naquela indecisão sobre que roupa vestir e decidindo por aquela que faz jus ao nosso estado de espírito naquele momento.
Somos mulheres no salto do sapato, na bolsa cheia de quinquilharias - todas necessárias! -, no tilintar das chaves do carro, no abandono do conforto e proteção da casa para cair na rua e na rotina de mais 24 horas.
Somos, também, mulheres quando a turma sai e nós ficamos, olhando eles irem, cada um para seu mundo. Somos mulheres naquela espreguiçada looooonga, no leve sorriso pelo tempo de solidão e calma, brevemente interrompido pelas tarefas que esperam, prosaicas. Ou damos as coordenadas para a outra mulher em nossas vidas - a funcionária doméstica -, ou vamos 'colocando a mão na massa', limpa daqui, organiza dali, preparando um cardápio na cabeça e investigando a geladeira para ver se temos tudo de que precisamos.
Somos mulheres colocando para fora o lixo do dia anterior e trocando uma ou outra palavrinha com o vizinho, ou a vizinha, na porta de casa, ou com a faxineira do prédio, outra mulher cumprindo sua parte na limpeza do mundo.
A família pode vir, ou não, para o almoço - e aí somos mulheres comendo sozinhas uma salada ou um sanduíche, ou apresentado uma comida caprichada, que o marido e os filhos comem sem prestar muita atenção, com a cabeça nas nuvens, ou em suas próximas atividades. De vez em quando, um elogio nos deixa com a sensação de que valeu o esforço e de que somos criaturas especiais.
Vem a tarde e vamos gastar competência no trabalho, ou calorias na academia, porque o mundo nos cobra muito mais por sermos mulheres. Somos mulheres, ainda, na mãe que controla as horas da prole no computador, verificando se estão cumprindo as tarefas escolares, se precisam de uma conversa, um ombro confortador, ou só um pouco de privacidade.
Cai a noite e somos mulheres no banho morno e no perfume, na roupa confortável, mas bonita, para esperar aquele que, naquele momento, vira namorado, amante, ou simplesmente um guerreiro cansado procurando colo. E somos mulheres quando fazemos amor, ou buscamos companhia nas redes de relacionamento antes que o sono nos vença e esqueçamos que somos mulheres, para sermos só seres humanos precisando renovar as energias.
Somos mulheres, sim! E neste 8 de março aceitamos, com carinho e gratidão, o reconhecimento!

6 comentários:

Drica disse...

BOM DIA!!!!!!!!!!!!!
QUE TEXTO LINDO ANGELA.
PARABÉNS PARA TODAS AS MULHERES!!!!!!!!!!!!!
ENTREI NO BLOG DO FELIPE, LI O POST DELE E FUI AO SITE INDICADO. OBRIGA ANGELA POR SER TÃO DEDICADA. FIQUE COM DEUS, BJS.

Regina Rozenbaum disse...

Angelinha, amaaada minha!
Que preciosidade...queria ser editora-chefe de algum jornal ou revista para publicar para o mundo essa beleza (não que aqui não esteja)! As lágrimas correm soltas... de besta que sou...na emoção de lê-la e sentir-me assim: MULHER! "Aceito com humildade e alegria" esse presente-MULHER!
Beijuuss n.c.
P.S:AMOTE

Bloguinho da Zizi disse...

Querida Angela
Tudo bem eles nos darem um dia apenas, mas eles precisam de nós TODOS OS DIAS.
Feliz todos os dias Angela.
Beijinhos

Professora Carla Fernanda disse...

Ângela querida que texto lindo!!
Vc é verdadeirta escritora.
Parabéns pelo texto amiga e parabéns pelo seu dia, pelo nosso dia. Somos amigas sim, de verdade! Toda a distância que existe entre nós é anulada pela afinidade de sermos além de mineiríssimas, pessoas que se conhecem e se identificaqm cada vez mais. Te admiro e gosto muito de ser sua amiga presente.
FELIZ DIA QUERIDA!!!
BEIJOS,
Carla Fernanda

Denise disse...

Angela, não faz muito tempo, Rê me disse: vai até as notícias da cozinha, conhece minha amiga Angela, e eu, tomada pelo tempo, não vim. Agorinha ela pisca aqui pra mim, e de novo me convida. Pude confirmar tudo de bom que disse de vc: linda, levíssima, espiritualizada, inteligentíssima...vc conhece nossa irmiga...rs

Adorei teu texto, a profunda beleza de ser mulher - tão comum, tão especialmente mulher!

Adorei tudo aqui, cheguei pra ficar!
Um bjo e parabéns duplo - texto e mulher!

Cristina disse...

Ângela
Concordo com a Rê, queria ser editora de jornal para publicar esse texto. Lindo, profundo e retrata exatamente como somos e como vivemos. Você é especial! Parabéns por esse dia! Um abraço!