terça-feira, 8 de março de 2011

Ossos duros de roer

(imagem da internet)


Meu oncologista, de quem tanto gosto, teve um AVC. Ainda não voltou às atividades, mas está bem, felizmente. Como estou fazendo controle de 4 em 4 meses e a hora de ir lá chegou, marquei consulta com uma médica de sua equipe e lá fui eu, com os resultados dos exames solicitados. Gostei dela. É jovem, simpática e gosta muito do que faz, o que me deixou confiante. Três anos após o ca, segundo ela, entrei em nova fase: embora tenha bom prognóstico, é hora de ficar de olho no fígado, no pulmão e nos ossos para monitorar metástases a distância. Fiquei - é lógico! - um pouco apreensiva a princípio, e crivei-a de perguntas. Já desencanei, felizmente, porque não tenho ganho algum com isso. Faço a minha parte e Deus, com certeza, faz a Dele. O Senhor é meu Pastor, nada me faltará... Vou vivendo, enquanto Ele cuida de mim.

Papo longo e entramos na questão do tamoxifeno. É hora de mudar, devo continuar, ou o quê? No meu caso, segundo ela, tenho mais benefícios do que custos com a ingestão do medicamento por mais dois anos. Os tumores eram 100% hormônio-dependentes - fiz reposição hormonal... - e o remédio acaba com qualquer resíduo de estrogênio e progesterona no organismo. Aí, curiosa, perguntei se o que a bula diz é mesmo verdade: que o tamoxifeno, aparentemente, protege os ossos, para além da sua função precípua de evitar o ca na mama contralateral e metástases regionais. Ela não soube me responder com precisão, porque ainda não existe resultado de pesquisa conclusivo a respeito.

Sabem o que eu acho? Tenho minhas dúvidas quanto a esse tipo de proteção. O medicamento não elimina o estrogênio do corpo da mulher? Então, como pode haver proteção contra perda óssea?

Pelo sim, pelo não, sou a favor de uma alimentação protetora. E afirmo que prefiro repor através da alimentação, porque o tamoxifeno já é um remédio bastante tóxico, como todo tipo de quimioterapia; assim, evito como posso ingerir outras substâncias sintéticas.

Recebo semanalmente, newsletters de um site sobre alimentação saudável, o Minha Vida. E chegou por aqui esses dias um artigo sobre os alimentos que protegem nossa estrutura óssea, ou seja, transformam nosso esqueleto em 'ossos duros de roer'.

Venho repassar esta informação, tão útil para mim e para tantas seguidoras e amigas. Além dos que sofrem com, ou têm predisposição à osteoporose. Vamos lá.



Nove alimentos aliados da saúde dos ossos

Ricos em cálcio, vitamina D e ômega-3 eles combatem a osteoporose


1. Leite e derivados, para aqueles que não apresentam intolerância à lactose. Abaixo de 50 anos, 1000mg/dia e acima de 50, 1200mg/dia, lembrando que um copo de 250ml contém 300mg; para quem não é, digamos, um bebedor de leite, o iogurte faz o mesmo papel e também os queijos, que podem ser livres de lactose, sem perderem o cálcio. Evitar os gordurosos, que ajudam a elevar o colesterol ruim;

2. Sardinha, rica em cálcio, vitamina D e ômega-3. Evite as frituras e, se for consumir sardinhas em lata, prefira aquelas conservadas em água e sal. Três unidades delas no prato equivalem a um copo de leite, ou iogurte;

3. Vegetais, além de serem poderosas fontes de vitaminas, são, também, igualmente excelentes para fortificar os ossos, principalmente os de cor verde-escura, como brócolis, espinafre, couve e agrião. Pesquisa da Universidade de Berna, Suíça, demonstrou que a ingestão de grandes quantidades desses vegetais pode aumentar a densidade óssea em até 3%, por conterem vitamina D e cálcio;

4. Soja, que contem isoflavonas, de estrutura muito parecida com a do hormônio feminino estrógeno, auxilia os ossos a absorverem os minerais. Daí sua recomendação para mulheres na pós-menopausa;

5. Salmão, atum e truta, combinados com exercícios físicos, combatem a perda de massa óssea;

6. Nozes e castanhas, segundo pesquisa da Universidade da Pensilvânia, fortalecem os ossos devido a quantidades significativas de cálcio e ômega-3. Entre as castanhas, incluem-se também o amendoim, o pistache e as amêndoas;

7. Linhaça protege contra a perda de cálcio causada por ingestão excessiva de sódio, auxiliando os rins a excretá-lo, além de ser excelente fonte de ômega-3. É importante lembrar que a linhaça, após torrada e moída, deve ser mantida sob refrigeração e que sua vida útil não ultrapassa 30 dias;

8. Tomate, rico em minerais importantes na formação dos ossos, como magnésio, ferro, fósforo, manganês e potássio, contem, ainda vitamina C e licopeno, substância que lhe dá a cor vermelha e é conhecida por evitar vários tipos de câncer.


9. Aveia, cereal integral rico em cálcio e que, de quebra, regula o intestino e varre o colesterol ruim das artérias.


Além de ingerir estes alimentos, é importante controlar a ingestão de sódio - limitá-la a 6g/dia. O sal de cozinha, substância presente em quase todos os alimentos, é um dos principais responsáveis pela desmineralização óssea.

Com tantas opções, é possível evitar a osteoporose, que, na minha modesta opinião, parece ser uma das consequências da falta de estrogênio no organismo feminino.

Saúde para todos!

5 comentários:

Cancer de Mama Mulher de Peito disse...

É tão bom quando a gente tem a sensação de dever cumprido.
Eu estou fazendo a minha parte, independente dos resultados,(cada caso tem sua individualidade)nós bem o sabemos.
Ótima postagem, adoro saber o quão bem me faz essas coisinhas que eu como, e você é mestra.
Beijos.
Wilma
www.cancerdemamamulherdepeito@blogspot.com

Drica disse...

BOM DIA ANGELA!
É SEMPRE UM PRAZER LER SUAS POSTAGENS
SEMPRE COM INFORMAÇÕES SIGNIFICATIVAS
PARA TODOS NÓS.
BJS.

Regina Rozenbaum disse...

Osso duro de roer...carne de pescoço diria mamis rsrs. Às vezes, muitas de fato, fico aqui "pasmada" com minha ignorância! Não sei se é bom ou ruim, mas sigo aprendendo (Graças ao PAI)contigo, amada minha!
Beijuuss n.c.

Professora Carla Fernanda disse...

Boa noite Ângela!
Envio votos de saúde e ossos fortes para todos.
Muito educativo seu post. Gostei!
Beijos,
Carla Fernanda

Cristina disse...

Ângela
Esse texto veio a calhar para mim. Preciso mudar alguns hábitos e comer melhor. Quanto ao tamoxifeno não acredito que ele ajude nos ossos, pois eu já estava tomando quando caí e meu osso estava bastante fraco. Como vc diz é melhor mesmo prevenir com a alimentação. Obrigada pelas dicas! Um abraço!